Wednesday, August 22, 2007

O QUE É PECADO?

Wayne Grudem dá a seguinte definição: Pecado é deixar de si conformar à lei moral de Deus, seja em ato, seja em atitude, seja em natureza.

Uma breve observação sobre o que significa “lei moral”

No universo existem dói tipos de leis: Lei moral e lei física. Vou usar estes termos estabelecidos por Charles Finney em sua teologia sistemática, Não pela sua posição teológica e sim pela clareza dele em explicar este conceito.

Lei física não significa necessariamente anatômica, apenas expressa a natureza maquinal desta lei. A lei física é a lei que não precisa ser arbitrada. Por exemplo, se você soltar um ovo no ar, só existe um resultado: o ovo irá cair no chão. Não precisa ser arbitrado. A lei da gravidade é lei física. Ninguém precisa estabelecer uma punição para o ovo caso ele não queira cair. As conseqüências também são físicas, não são negociáveis. Quando o ovo cair, irá quebrar e se perder.

A lei moral é aquela lei que precisa ser arbitrada. Por exemplo, Se eu colocar limites e parâmetros para meus filhos em volta o meu quintal, eu preciso estabelecer uma forma de arbitrar estes limites. Posso então ficar precatando ou colocar alguém rara vigiar. Terei também que informar às crianças o que lhes acontecerá se me obedecerem e o que acontecerá se violarem os seus limites. Algumas conseqüências poderão ser físicas também, mas o resultado do estabelecimento da lei terá que ser arbitrado.

Quando digo que algumas conseqüências poderão ser físicas, quero dizer que pode haver conseqüências que são impensadas, talvez estas conseqüências seja a razão inicial em que conferi os limites. Por exemple, do lado de fora do meu quintal onde eu proibi os meus filhos de andarem possa ter um cachorro bravo. A conseqüência pode ser que sejam mordidos. Eu não faço que isto lhes aconteça por arbitragem. É algo que simplesmente lhes acontecerão.

A disciplina de Deus (e de um pai) é distinta das conseqüências. Disciplina é uma arbitragem legal pela infração da lei. Os homens levam infratores a pagar pelo que fez. Deus nunca fará isto. A disciplina de Deus é simplesmente para que possamos ser corrigidos e conformados a sua lei moral. Isto nos leva de volta ao significado do pecado que estamos analisando neste estudo: Pecado é deixar de si conformar à lei moral de Deus, seja em ato, seja em atitude, seja em natureza

Se observarmos as leis no antigo testamento podemos ver decretos de Deus em relação a pecados que podem ser cometidos por ATOS e outros que podem ser apenas em ATITUDES como em Êxodo 20:17 ou em Gálatas 5:19-22.

Para quem quiser, o Grudem dá uma lista de trechos para demonstrar este fato:

Êxodo 20:17

Mateus 5:22

Mateus 5:28

Gálatas 5:20

Marcos 12:30

Existe o pecado contra a natureza ou o moral da natureza. Existem coisas agridem o propósito natural do qual Deus estabeleceu em nós.

Por exemplo, o ato de fumar não é pecado porque Deus nos ordenou que “não fumemos”. A razão pela qual esta pratica é considerada pecado é porque agride a saúde natural do nosso corpo. Como também é condenada a prática de tomar veneno, ou gasolina, ou si ferir a toa, ou ingressar na prática do Homossexualismo. Algumas destas coisas são mencionadas na bíblia e outras não. Mas sabemos pela própria natureza como certas coisas são pecaminosas.

No estudo que eu fiz e coloquei no meu blog (Restituição), venho arrazoar sobre como perdemos certas coisas da nossa sensibilidade do certo e errado cada vez que somos introduzidos à malícia do mundo.

Você se lembra quando você era uma criança, e você ouvia algo ou via algo que causava um aperto em seu coração, e algo dentro de você acusava que aquela experiência era errada?

Se você conversar com alguém que tem experiência com o mundo da violência; alguém que já matou outra pessoa, eles irão te dizer que a primeira vez em que ela matou alguém ela ficou arrasada. Se olhar nos olhos da pessoa antes de matar, ela sonha com aquele olhar por um tempo. Às vezes a pessoa ouve repetidamente os gritos e os sons que ocorrerem durante o infeliz evento.

Quanto um assassino de mais experiência o consola, este afirma que, com tempo ele se acostumará com isso e matar não o incomodará mais.

A única outra forma de uma pessoa se acostumar com assassinato é através da degeneração da consciência através a mídia e outras introduções a malicia deste mundo.

Estas ocasiões drásticas nos ajudam a compreender o que acontece em nós sutilmente ao longo dos anos. A própria natureza nos acusa quando pecamos contra ela. Ainda temos uma consciência, e esta está sendo atacada a cada dia e o pecado constante contra a natureza está reduzindo a consciência e causando que pessoas (até mesmo cristãos) se conformam mais com o pecado e menos com a lei moral de Deus.

Existem atos e atitudes e existe também a agressão à natureza que Deus nos deu.

A ORIGEM DO PECADO

De onde veio o pecado?

Deus não é culpado por nenhum pecado. Ele nunca pecou e não pode ser culpado. (Deuteronômio 32:4 “Sua obras são perfeitas...”)

Culpar Deus pelo pecado é blasfêmia contra o caráter de Deus.

Foi o homem e os anjos quem pecaram e o fizeram por escolha intencional e voluntária.

Segue alguns pontos a se ponderar:

Não existe um mal que iguala a bondade de Deus. O diabo ou nenhum outro ser pode ser um exato oposto a Ele. Deus é o único em seu gênero eterno. O diabo queria que pensássemos nele como um ser igualmente supremo em sua malicia como Deus é em sua bondade.

A presença do pecado já estava no mundo espiritual, mesmo antes do pecado de Adão e Eva. Os anjos havia pecado antes da queda deles.

O pecado no jardim possui traços típicos do pecado de qualquer ser humano. Primeiro vem à dúvida do que é verdadeiro. “Deus Disse mesmo?”. Segundo, atingiu o moral. A serpente disse para Eva que Deus estava bem, que Deus sabia que se comessem da arvore, seriam como Ele, conhecedores do bem e do mal. Terceiro Eles olvidaram a sua identidade, seres criados debaixo da autoridade e subordinação de Deus. Queria ser “igual a Deus”. Queriam atingir algo que não era de sua natureza.

A DOUTRINA DO PECADO HERDADO

Como o pecado de Adão nos afeta. A bíblia nos ensina que herdamos o pecado de Adão de duas formas.

Culpa herdada: somos considerados culpados por causa do pecado de Adão.

Romanos 5:12 – 14

Corrupção herdada: temos a natureza pecaminosa por causa do Adão.

Salmos 51:5

Salmos 58:3

Algumas pessoas alegam que é injusto que sejamos todos condenados por causa de um homem. Existem 3 argumentos que explicam que realmente é justo.

Mesmo herdando o pecado, a justiça será feita sobre o que cada um comete. Herdamos o pecado, mas somos cobrados os pecados que nós cometemos. Ninguém seja julgado por um pecado de outro. Nós vivemos em um mundo corrupto e a corrupção irá nos trazer conseqüências, mas o julgamento virá pelo que fazemos, não pelas conseqüências que sofremos.

Romanos 2:6

Colossenses 3:25

Se você estivesse no lugar de Adão, você pensa que você não pecaria? Talvez o seu pecado fosse diferente. Mas Adão não era diferente do que os demais homens no seguinte: Ele era tentado a pecar e não resistiu. Não herdamos a tentação, e nem a possibilidade de pecar. Apenas herdamos a culpa, pois Adão, sendo o que introduziu o pecado à humanidade, foi o que cometeu o primeiro pecado. Este argumento ainda é um pouco lógico e não expressamente bíblico.

O argumento mais convincente é o que nos leva a entender à Cristo. Romanos 5:12 – 21. Se não fosse justo o pecado ser introduzido por um homem, também não seria justo e nem válido o perdão e propiciação do pecado através de um homem: Jesus. Deus permitiu que fosse assim por que Ele já tinha o plano de restaurar a humanidade a si, praticando a justiça sobre seu filho, Jesus.

A tendência herdada não significa que o ser humano e o mais perverso possível, apenas que perdemos a nossa capacidade de agradar ao Senhor com pureza. Isto é demonstrado em suas formas:

Na nossa natureza, carecemos totalmente de bem espiritual perante Deus. Somos capazes de fazer o bem a nível físico, mas o nosso espírito não é capaz de ser puro. Romanos 7:18 / Tito 1:15 / Jeremias 17:9 / Efésios 4:18

Nos nossos atos, somos totalmente incapazes de fazer o bem espiritual perante Deus. Em nós falta a capacidade de fazer qualquer coisa que agrade a Deus, e ainda a capacidade de nos aproximar de Deus por nossas próprias forças. Romanos 8:8 / João 15:5/Hebreus 11:16 / Efésios 2:1-2 / João 8:34/João 6:44/

Aplicação prática: Hebreus 3:7-8 Deus nos concede a vontade de nos arrepender, devemos aproveitar rapidamente esta oportunidade e não endurecer o coração. A oportunidade não dura para sempre. Hebreus 3:15

Precisamos buscar a Deus hoje para que Ele nos leva outra vez a nos conformar com a sua lei. Devemos nos aproximar a Deus e buscar a condição para arrepender-nos. Sem que Deus nos conceda o arrependimento, sem que Ele nos dê fé, somo ainda um bando de degenerados que são incapacitados de agradar a Deus.

Imagina! Se o mundo não pode agradar a Deus, o que Deus sente quando Ele olhar para o mundo? Ele não pode deleitar no mundo (apenas naqueles que procuram a abraçar este propósito de arrependimento e não endurecem o coração). Mas deus ama o mundo. Amar o mundo, e não poder se deleitar nele deve causar sofrimento no coração de Deus. Isto O incomodou tanto que Ele ofereceu o seu próprio filho para morrer e ser propiciação para que este mundo possa se reconciliar e se conformar outra vez a lei moral de Deus. Amar a Deus com TODO seu coração (com seus sentimentos e com os tesouros da sua alma), com TODA a sua força (em tudo que você faz e em todo esforço), e com TODO o seu entendimento (toda sabedoria e todo conhecimento devem ser aplicados para engrandecer a Deus). Amar o seu próximo pelo menos como se ama a si mesmo.

O problema é que não amamos a Deus. A verdade é que a igreja hoje tem olhado para Deus como um homem safado olha para uma mulher formosa: Ela quer prazer! A igreja tem praticado lascívia espiritual, desejado Deus pelo seu prazer, mas não tem amado ao Senhor. Eu comentava isto com um amigo em São Paulo e ele me falou uma frase: Prazer sem relacionamento é prostituição. Eu sempre questionei porque Deus permitia que a igreja praticasse lacívia com sua presença. não entendia porque Deus continuaria a se derramar quando as pessoas o buscava apenas pelo prazer. Um dia eu estava num avião com Antonio Cirilo e repiti essa fraze para ele e o que ele me disse ajudou que eu compreendesse porque Deus ainda relacionaria com um povo que estava apenas buscando prazer. Ele (Cirilo) disse: James, não pode ser prostutuição porque nosso relacionamento com Deus é LEGAL. A igreja é a noiva dele, portanto temos direito legal de buscar o prazer de Deus. Isso n~çao significa que a igraja está correta. ainda é lacívia porque somos noiva porém, somos uma péssima noiva. não propomos relacionamento, e sim apenas buscamos o prazer que deus nos propõe. Deus continua a derramar porque ele é BOM NOIVO ainda que sejamos infiéis.

Veja II Timoteo 2:11-13 "Palavra fiel é esta, que se morremos com ele, também com ele viveremos; Se sofremos com, também com ele reinaremos; se o negarmos, também ele nos negará; Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo."

Se você quiser ter o prazer da presença de Deus, não o procure em moveres. O procure em relacionamento, senão você será culpado de lascívia contra Deus.

Se nós realmente amamos a Deus, vamos nos incomodar com o que Ele tem sentido ao olhar para um mundo que está incapacitado de agradar a Ele, e levar as boas novas para que pessoas possam voltar a agradar ao senhor através de si conformar a lei moral de Deus.

Não através de grandes moveres como o hipotético mover de adoração (que eu vejo mais como um mover de tentar sentir prazer em Deus, não adorá-lo) e sim através de buscar fielmente e verdadeiramente a agradar a Deus.

4 Comments:

Blogger Washington Tolentino (W2) said...

Meu brother gostei desta aula. Na verdade suas aulas sempre são boas, continue assim. Sempre nós abençoando com seus dons.

Por favor me indique no seu blog.

8:29 AM  
Blogger Barbara said...

Nossa!!!!!!!!!

Concerteza......
Sem palavras!!!!!!!!!!!!!!

8:57 AM  
Blogger Eric said...

James,é bom saber que vc tem sido consolado com tais palavras.
Um abração.
Lander

4:37 AM  
Blogger ROBERTO said...

CAAAAAAAAARA! que legal encontrar uma maneira de agradeçer a voce por seus louvores que muito ministraram minha vida nos momentos mais dificeis que vivi na epoca em que viajei com a AIR para manaus e conheci sua mae, seu pai, Judson e toda turma...e agradeço ao Arnaldinho que me deu seu cd. Que Deus continue te inspirando essas belas cançoes VALEEU!

3:16 PM  

Post a Comment

<< Home